Fernanda Montenegro e “Lado a Lado” vencem o 41º Emmy Internacional

terça-feira, 26 de novembro de 2013 Faça um comentário!

Na noite desta segunda-feira, dia 25, a atriz Fernanda Montenegro e a novela “Lado a Lado” foram premiadas durante a 41ª edição do International Emmy Awards, na cerimônia de gala que aconteceu em Nova York, nos Estados Unidos.

Globo/Luiz C RibeiroFernanda venceu na categoria Melhor Atriz por Dona Picucha, seu papel no especial “Doce de Mãe”. Primeira atriz brasileira a vencer o Emmy e a única já indicada ao Oscar, Fernanda recebeu a estatueta no palco das mãos do ator americano Steve Guttenberg e se emocionou ao comentar o significado do prêmio: "Estou muito emocionada e admito agora que fiquei nervosa. Não imaginava ganhar esse prêmio! Gostaria de agradecer à Globo, à Casa de Cinema de Porto Alegre, ao Jorge Furtado e a toda equipe. Nós trabalhamos com muito amor e muita entrega. Esse é um prêmio que pertence a todos que se entregaram a esse trabalho. Estou muito feliz!".

“Doce de Mãe” teve autoria de Ana Luiza Azevedo, Jorge Furtado e Miguel da Costa Franco. Uma coprodução da Globo com a Casa de Cinema de Porto Alegre, tem direção de núcleo de Guel Arraes e direção geral de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado. O especial foi exibido na Globo em 28 dezembro de 2012 e vai virar seriado em 2014. Na ocasião, o telefilme marcou 23 pontos de audiência.

Globo/Luiz C Ribeiro“Lado a Lado” foi eleita a melhor novela da TV mundial. Anunciado pelo ator americano Jeffrey Tambor, o prêmio foi entregue aos autores Claudia Lage e João Ximenes Braga, ao diretor geral Vinicius Coimbra, ao diretor Cristiano Marques e ao ator Thiago Fragoso. Desde que foi criada a categoria Melhor Novela pelo Emmy Internacional em 2008, a Globo venceu quatro das seis edições com as novelas “Caminho das Índias” (2009), “Laços de Sangue” (uma coprodução da Globo com a SIC, em 2011) e “O Astro” (2012).

Constrastando com a conquista de um Emmy como melhor novela de 2012, “Lado a Lado” carrega o fardo de ter sido considerada o maior fracasso de audiência da Globo no horário das seis horas. Na época, a trama registrou média de apenas 18 pontos.

A novela falou de amizade, amor e liberdade. Narrou a história de Laura (Marjorie Estiano) e Isabel (Camila Pitanga), duas jovens mulheres de origens e criações distintas que estão à frente de seu tempo. A trama se passa no início do século XX, quando a cidade do Rio respira as influências vindas da Europa e as transformações da época. Um tempo em que as mulheres começam a lutar por liberdade individual e, os afrodescendentes, a criar o samba e, em torno dele, toda uma nova cultura. De autoria de João Ximenes Braga e Claudia Lage, com direção de núcleo de Dennis Carvalho, direção geral de Vinícius Coimbra e supervisão de Gilberto Braga.

0 comentários »